Leggins Estampadas

As leggings sempre foram uma das peças prediletas entre as mulheres, afinal que mulher não tem uma legging em casa? Super confortáveis, podem ser usadas para diversas ocasiões. A legging básica que todo mundo tem é a preta e fugir dessa cor é uma decisão muito dificil para as mulheres. Muitas meninas ainda têm medo de investir em estampas mais coloridas e diferentes, com razão pois o uso delas não é fácil e deve-se ter muito cuidado com que peça combinar pois essas leggings são super chamativas e se não colocada bem pode facilmente ficar brega. Na hora de escolher o look com as leggings estampadas invista sempre em peças mais soltas e neutras, sem muita informação, e para não ficar vulgar o conselho é usar blusas compridas que cubram pelo menos até a metade do bumbum, assim o look não fica indiscreto.Selecionei umas estampas legais pra vocês verem:

 

Estampa Animal

Imagem

 

 

Estampa com frutas:

Imagem

 

Estampas militar:

Imagem

 

Galaxy,a minha preferida.

Imagem

 

Estampa Floral:

 Imagem

 

 

Estampa Etnica:

 Imagem

 

Estampa Listrada:

 

Imagem

 

Vale lembrar que é bom você usar uma estampa que valorise seu corpo.

 

 

Bj, da Lud.

Anúncios

Os seis cabelos ruivos que mais gosto.

Preparei esse post pra mostrar pra vocês os cabelos ruivos de famosas que me encantam. Confesso que até tenho vontade de pintar, mas ainda não tenho coragem. Vamos lá:

dulce

Falou em ruiva, logo vem na cabeça a Dulce Maria, né? Pra mim, ela é tem os cabelos ruivos mais lindos do mundo. Gosto mais desse tom fechado, e se um dia eu pintar de ruivo, será exatamente esse.

beauty detox launch 140411

As madeixas da Drew Barrimore, é um tom bem “natural”. Combina bastante com ela.

halleywillians

A Halley Willians dispensa comentários quando o assunto é cor ruiva. Ela sempre mistura, mas esse bem alaranjado eu gosto bastante. Fica lindo.

rachel

E quem não acha o cabelo da  Rachelle Lefevre (A ruiva má de Crepúsculo) o mais divo do mundo? Longo, caracolado e lindo.

ruiva-demi

E falar em longo, a Demi me fez entender que cabelo ruivo só fica legal assim, cumprido.

sophia_abrahao2

O da Shophia Abrahão tem um tom parecido com o da Rachel, mas ela usa menos encarolado, e é um dos meus preferidos também.

paulinha

E não podia faltar a Paulinha Buzzo, que super combina com esse tom e na minha opinião é a ruiva mais fofa desse planeta.

beijos, espero que gostem.

O que esperam de mim

Escrevendo o titulo desse texto me recordei de quando era uma criança e meu pai falava que minha vida seria assim: Concluir o ensino médio sem repetir nenhum ano, cursar PEDAGOGIA na Uesb de Itapetinga, concluir, arrumar um emprego e ai sim, namorar.         Sinceramente? Nenhuma dessas coisas aconteceram. Me desviei completamente dos planos que papai tinha pra mim, o que levou ele a ser decepcionado comigo.

Levei minha vida intensamente, do meu jeito, assim sem planejar nada. De uma maneira menor do que dizem e mais simples do que falam. Uma coisa levou a outra e me tacharam de louca. (Desequilibrada também)

Me perguntaram quando eu vou crescer, respondi que não sei. Enquanto viver do jeito que me faça feliz for imaturidade, enquanto gostar de animações e preferir almoçar besteira e ouvir Sandy for infantilidade, Ok. Vou ser assim enquanto quiser.

Esperam que eu crie regras a mim mesma. Mas quem disse que não tenho? Carpe Diem. Aproveitar o dia e não me preocupar nunca com o que querem ou esperam de mim, porque  a dona do meu nariz sou eu.

moda-skate35862

Amor Solto

Que exista um dia alguém que me olhe com amor, um tanto quanto aquele par de olhos verde mar olhava para ela.

Um segundo, um olhar,um flash, e aí o encanto apareceu. Uma festa,uma dança, um toque. Foi o suficiente para eu te querer naquele dia. Mas não podia dar bandeiras. Outro segundo, outro olhar, outro flash, e ai um trunfo, você pegou meu celular, o que seria aparentemente uma brincadeira boba e inocente. Mas não, era uma desculpa pra eu estar o tempo inteiro atrás de você. Aliás, do meu celular. Era tudo o que eu queria.

O cavalheirismo de me levar em casa, enfim, o beijo. E que beijo. Entrei em casa sorrindo,o necessário pra eu ficar ligeiramente apaixonada. Mais algumas festas, mais alguns beijos, e estava eu te querendo loucamente.

Eu estava na sua e você estava na minha, apesar de eu perceber claramente que aquele olhar que me olhava, não me via. Entrei num paradoxo sem querer, apenas pra dizer que você não estava completo comigo. Havia alguém entre nós que te impedia de se entregar.

Dessa vez um minuto. Refleti. O que valia a pena: Ter você incompleto e infeliz, ou não te ter e te ver feliz?

Engoli seco para aceitar que era melhor guardar tudo que compôs a nossa história. Ou seja, meses de somente momentos maravilhosos. E deixar você voar para alguém que te prende. Descobrir nesse dia que isso o que eu fiz, se chama AMOR.

Um ano em Minas

Tive vontade de falar sobre isso várias vezes, mas não estava preparada, pois ainda não entendia o que era mudar de endereço. Que pra mim, era APENAS  mudar de endereço. 
Ao olhar o calendário hoje, pensei: Caraca, um ano já. Mas parece que vivi cinco anos em apenas um.
Mudar pra uma capital sozinha, sem nenhum parente perto parece ser um sonho para as meninas mais ou menos da minha idade. Mas não é tão fácil assim.

 Por um lado é estar feliz por poder viver a sua maneira, decorar sua casa do seu gosto, é pintar as paredes de uma casa estranha e vazia com seus sonhos. É ter oportunidade de fazer cursos legais, ir em shows grandes, de conhecer pessoas e lugares incríveis. Mas é entender o real sentido das palavras “saudade e família“. É andar no meio de uma multidão sem conhecer nenhum rosto, é ser cheia de solidão, apesar das novas amizades, é passar os almoços de domingo numa mesa pra dois, ao invés de uma casa cheia de familiares. É sentir saudade daquilo tudo que antes você odiava, é viver recordando pessoas e momentos legais em que passou com seus amigos mais importantes. 
 Ai você descobre que abraço virtual não tem graça. Você aprende que a melhor maneira de amadurecer é: amar, esquecer e crescer. 
Seus valores mudam, e você acaba se acostumando ao metrô absurdamente cheio.
Ainda é estranho os novos hábitos, ainda é estranho entender que saudade faz parte. Ainda não aprendi a cozinhar direito, mas já é natural pra mim ir direto na sessão de frios no supermercado. Ainda choro no chuveiro, ainda lembro do ultimo adeus do meu avô, e ainda pretendo realizar todos os sonhos que trouxe na mala quando vim pra cá. Ainda tento não chorar quando alguém de lá diz que tem saudade e me queria perto. Ainda sinto falta de comer acarajé, ainda tento ser uma pessoa madura, ainda tento ter responsabilidade, ainda tento ser serena ao falar sobre saudade, só o que não tento é parar de buscar o que eu almejo pra minha vida.

Mudanças

Fui a menina que gostava de Hello Kitty, usava mini short, mini saia. Brincos cigana e um salto enorme pra me achar bonita. Não dispensava uma festa, nem um copo de cerveja. Odiava tirar fotos e amava miojo. Bolsas enormes eram minha cara, coisa estampada era coisa de velhos.Domingo com a família era só um dia qualquer. Esmalte escuro no pé, era coisa de garota de programa, e batom vermelho… credo! Marca de biquíni, um luxo. Falar era autoridade. Escultar conselhos, coisa de gente fraca.

Falando assim, nem parece que me descrevi. O fato é que de acordo os anos passam, sua cabeça vai te obrigando a mudar.

Superficialmente, quem me ver diz que não mudei absolutamente nada desde os quinze anos. Mas eu me analisando, vejo o quanto em meu interior foi mudado,  evoluído.

As coisas, as opiniões e conceitos que eu tinha antes, hoje não são mais os mesmos. Acho que tudo é questão de amadurecimento consigo mesmo. E lógico, são fases. Você vai adquirindo novas informações, se expandindo, e vai vendo que aquilo não é bem assim, ou que é mais que isso.

Com 24 anos e corpo igual ao de anos atras, vejo que o seu íntimo reflete no exterior. Aparência. Não me sinto a vontade usando roupas curtas, decotadas, coloridas demais. Não sei quando exatamente deixei de usa-las. Brincos grandes e saltos altos não entram mais nos meus looks. Não vejo graça na Hello Kitty, dispenso festas e bebidas alcoólicas. Amo-vivo tirando fotos de tudo e todos, mas não necessariamente as posto, mas registro tudo. Odeio miojo, bolsas grandes, e amo coisas estampadas, principalmente com flores. Domingos com a família valem ouro. Ouvir é bem mais enriquecedor do que falar. Marca de biquíni é brega, e as vezes eu arrisco usar tons escuros de esmalte no pé. E não dispenso um batom vermelho nunca.

Ainda ouço Sandy, ainda possuo objetos rosas, ainda sou impulsiva. Porém sou mais doce, mais serena, mais feliz. Talvez daqui ha mais alguns anos isso já tenha mudado. Talvez, não.

 

huhui